Ao ser sequestrada e ao ouvir os sequestradores a dizeram que iam abusar dela, usou um velho conselho da mãe para escapar.

Ela manteve-se de cabeça fria!

Partilhar no Facebook
92 92 Partilhas

No dia 26 de julho, Jordan Dinsmore voltava para o apartamento depois do seu turno no restaurante, como de costume. Quando a estudante de 20 anos saiu do carro, três homens cercaram-na, ameaçando-a com uma arma de fogo e sequestrando-la.

Enquanto gritava, eles ameaçaram disparar e forçaram-na a entrar no banco de trás do carro para ir até uma caixa multibanco para roubá-la.

O carro era manual e nenhum dos sequestradores sabia como conduzi-lo.

Eles então obrigaram-na a conduzir até ao multibanco, onde ela retirou US $ 300. Durante o trajeto, ela ouviu os homens a dizerem que a queriam levar a uma casa para a violarem.

Jordan estava aterrorizada, mas pensou na mãe, Beth Turner, que teve uma experiência semelhante. Ela quase foi violada, mas defendeu-se e escapou. Ela tinha dito à filha que nunca deixasse ninguém levá-la a outro lugar.

Lembrando o conselho da sua mãe, ela não pôs o cinto de segurança de volta ao carro. Ela então esperou o momento certo, colocou o carro em ponto morto, abriu a porta e saltou do veículo que circulava a cerca de 55 km/h. Os seus captores, sem saber como conduzir o carro, fugiram.

Ela então chamou a atenção de um condutor e pediu ajuda.

A polícia de Columbia deu-lhe o apelido de "James Bond".

Jordan planeja terminar os seus estudos criminais e espera juntar-se ao FBI um dia.

Partilhar no Facebook
92 92 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye