Notícias : Estudante perde a vida congelada porque o condutor a expulsou do autocarro
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Estudante perde a vida congelada porque o condutor a expulsou do autocarro

Ela não merecia este fim!

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
2,868 2.9k Partilhas

O mundo precisa de mais empatia ...

Devido à falta de humanidade de um condutor de autocarro, uma jovem de 21 anos perdeu a vida.

Ela chamava-se Iryna Dvoretska, andava a estudar medicina e ao ser expulsa do autocarro porque não tinha dinheiro pagar a viagem, morreu.

Os eventos ocorreram numa área deserta, onde a temperatura estava 20 graus abaixo de zero. 

Ela foi visitar a mãe a casa, ela estava doente e hospitalizada em Olevsk, norte da Ucrânia, no entanto, nunca chegou ao destino porque Oleg Zhelinskiy, motorista do autocarro, fez com que a jovem baixasse do veículo porque ela não tinha dinheiro para pagar o ingresso.

Acredita-se que Iryna caminhou por um longo período de tempo, mas infelizmente não se sabe o que a fez tomar um atalho através da floresta. 

Também foi comentado que Iryna se perdeu no caminho e chegou a um poço onde ela morreu congelada. 

O pai, que trabalha como guarda florestal, encontrou o seu corpo congelado depois de 48 horas terríveis à sua procura.

A mãe dela tinha ficado doente com pneumonia e sua condição era crítica, a filha quis apanhar o primeiro autocarro para Olevsk, mas a correr e com tudo o que tinha na cabeça, ela esqueceu-se da carteira disse Natalia, uma irmã da falecida.

O motorista obrigou-a a sair do autocarro e foi-se embora, sem se preocupar com a temperatura e com o fato de a deixar longe de uma área povoada, disse a tia da Iryna que também disse que quando ela foi encontrada os seus olhos estavam arregalados e podia-se ver o medo neles. 

Iryna morreu de hipotermia nos órgãos internos. As autoridades iniciaram uma série de investigações sobre o caso.

"Aqueles envolvidos estão a ser interrogados pela polícia." Caso o motorista seja considerado culpado, ele poderá receber uma sentença de 5 anos de prisão.

Muitos internautas têm comentado sobre a pouca empatia do motorista e que ele sabia o perigo que enfrentaria a jovem quando a deixou exposta a temperaturas frias, o importante era preservar a sua vida, apesar de se pagar ou não uma multa. 

Iryna tinha um futuro promissor como médica, é muito triste saber o desfecho fatal que ela teve. Notícias como esta fazem-nos perder a fé na humanidade.

Esperamos que a sua família encontre paz e que o motorista receba o que merece. 

O que você acha disto? Acha que o motorista deve ir para a cadeia? São os 5 anos de prisão suficientes ou é pouco?

Partilhar no Facebook
2,868 2.9k Partilhas

Fonte: Entérate de algo
Crêdito foto: Entérate de algo

Goste/partilhe