Menino obrigado a viver na casota do cão antes de ser morto à pancada

Menino foi torturado e violado antes de morrer

Partilhar no Facebook
194 194 Partilhas

Menino obrigado a viver na casota do cão antes de ser morto à pancada

Um menino norte-americano de 13 anos viveu momentos muito difíceis com a mãe e o padrasto. O menino terá sido forçado a viver numa casota do cão sem água nem comida. O namorado da mãe torturava e violava o menino antes de o matar à pancada.

O corpo de Jeremiah Valencia foi enterrado à beira de uma estrada pela mãe. O corpo do menino foi encontrado com uma fralda, numa campa rasa junto a uma estrada movimentada.

Antes do menino morrer, a irmã deste já tinha acusado o padrasto de a agredir com violência. O casal foi condenado por maus-tratos andantinos e as autoridades estavam a tentar encontrar o menino que entretanto tinha desaparecido.

O corpo do menino foi descoberto porque a mãe das crianças terá revelado a uma outra presidiaria o que aconteceu. As autoridades encontraram assim o corpo da criança.

A autopsia não foi revelada publicamente, mas segundo um relatorio que cita os documentos dizia que o menino "apresentava queimaduras em várias partes do corpo consistentes com atos de tortura e sinais de abusos sexuais repetidos".

Tracy, a mãe do menino confessou mais tarde que foi ela que escondeu o corpo depois de ser ameaçada de morte por Thomas.

Também o filho de Thomas afirmou em tribunal que o pai o violava e o ameaçava de morte, se contasse os abusos a alguém. No entanto este também foi detido por suspeitas de ligações à morte de Jeremiah.

O casa foi acusado de de agressão, manipulação de provas, conspiração e ocultação de cadáver.

Partilhar no Facebook
194 194 Partilhas

Fonte: www.cmjornal.pt · Crédito foto: www.cmjornal.pt