O antigo condutor privado da Princesa Diana vive na rua há meses e diz ter sido “abandonado” pelo seu país

Ele sofre de transtorno de stress pós-traumático e ataques de ansiedade.

Partilhar no Facebook
135 135 Partilhas

O antigo condutor privado da Princesa Diana vive na rua há meses e diz ter sido “abandonado” pelo seu país

Ele sofre agora de stress pós-traumático e de ataques de ansiedade.

Mark Roberts, de 50 anos, considera que foi abandonado pelo seu país.

Depois de ter servido o exército britânico no Afeganistão e no Iraque durante 23 anos, Mark foi o condutor privado da princesa Diana e do príncipe Charles entre 1988 e 1992.

Contudo, as suas experiências na guerra deixaram-no marcado. Ele sofre agora de stress pós-traumático e de ataques de ansiedade. 

Foi despedido após o seu diagnóstico de stress pós-traumático. Depois, foi expulso de um abrigo por ter um ataque de ansiedade.

Já passaram 18 meses desde que começou a viver na rua, numa tenda. 

“É muito difícil. Eu durmo em arbustos e dependo de comida para sem-abrigo. Eu perdi tudo e penso no suicídio todos os dias. É como um pesadelo,” disse Mark ao Sunday People.

“Eu sinto-me abandonado pelo meu país. Preciso urgentemente de ajuda das autoridades, mas eles não se importam. Eu durmo a metros de um edifício do conselho. Mas acho que não me vão ajudar tão cedo.”

“Ouvi dizer que algumas pessoas são espancadas até à morte. Havia noites onde pensava que ia morrer de frio. Já fui espancado e roubado duas vezes.”

“Sempre que ouço certos barulhos, tenho flashbacks do Iraque – até mesmo o som de uma porta de um carro a bater, ou de um avião no céu.”

“Só quero encontrar um sítio que possa chamar de casa novamente, e arranjar um trabalho. São os meus objetivos.”

Partilhar no Facebook
135 135 Partilhas

Fonte: ayoye · Crédito foto: ayoye