Presidente de Câmara mexicano amarrado e arrastado por carrinha por não cumprir promessa eleitoral

Ataque foi captado por câmaras de videovigilância.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Onze pessoas foram presas no sul do México depois que o Presidente de Câmara da sua vila foi arrastado para fora de seu escritório, amarrado a uma camioneta e arrastado pelas ruas.

A polícia interveio para libertar o Presidente Jorge Luis Escandón Hernández, que supostamente não sofreu ferimentos graves.

Foi o segundo ataque de agricultores exigindo que ele cumprisse a promessa de campanha de consertar uma estrada local.

Oficiais extras foram enviados para a vila no estado de Chiapas. 

Presidentes e políticos locais no México são frequentemente alvo de gangues quando se recusam a cooperar com os seus esquemas criminais, mas é menos comum que sejam atacados por causa das suas promessas de campanha.

Escandón disse que vai apresentar queixa por sequestro e tentativa de assassinato.

Vídeo filmado por espectadores do lado de fora do gabinete do presidente mostrou um grupo de homens a arastá-o para fora do prédio e forçando-o a entrar na traseira do veículo.

Imagens capturadas mais tarde por um circuito interno de televisão mostraram-no a see arrastado, amarrado com uma corda nas mãos na traseira da camioneta pelas ruas de Santa Rita, que faz parte de Las Margaritas.

Foram necessários dezenas de policias municipais para parar o veículo e resgatar o presidente. Várias pessoas ficaram feridas em confrontos entre a polícia e aqueles que sequestraram o presidente.

Antes da eleição para presidente em Las Margaritas, Escandón foi preso por suspeita de participar em confrontos com partidários de um candidato rival.

Ele foi libertado por falta de provas.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: SIC Notícias
Crédito foto: SIC Notícias