Richard Huckle, o pior pedófilo da Inglaterra, esfaqueado até à morte na prisão

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Richard Huckle é considerado o pior pedófilo da Inglaterra depois de abusar de 200 bebés e crianças.

O homem trabalhou como professor e fotógrafo. Ele gabava-se da teia sombria de ter conseguido abusar de muitas crianças da Malásia, algumas delas com apenas seis meses!

No domingo, Richard Huckle foi encontrado morto. Condenado a 22 anos de prisão, o pedófilo de 33 anos foi esfaqueado na prisão.

Antes de ser preso em junho de 2016, Richard Huckle foi condenado por 71 acusações de abuso de menores de 12 anos. Apenas 23 crianças foram identificadas durante o processo, mas sabemos que o número de vítimas foi muito maior.

Durante nove anos, Richard Huckle partilhou fotos das suas jovens vítimas na dark web com outros pedófilos, às vezes chegando a lançar campanhas de "finanças sociais" para revelar as suas novas imagens.

No momento da sua detenção, ele estava a escrever o guia perfeito para pedófilos, acreditando estar acima de suspeita. Neste manual de 60 páginas, Richard Huckle gabava-se de ter abusado de 191 meninas e meninos. Ao procurar no seu computador, a polícia encontrou 20.000 fotos e vídeos indecentes de crianças pequenas, mas vários outros arquivos criptografados nunca foram encontrados.

"Crianças pobres são muito mais fáceis de seduzir do que crianças ocidentais de classe média", escreveu Richard Huckle no seu guia. Um pouco mais, vangloriou-se de ter feito de uma das suas crianças de três anos uma pessoa tão fiel quanto um cão.

A penitenciária não quis comentar a morte do pedófilo.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye