Um pedófilo condenado a 10 anos de prisão por violar uma menina de 14 meses tão forte que ela teve que ser operada.

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Um pedófilo que feriu gravemente a sua jovem vítima ao agredi-la sexualmente e quw até tentou acusar a mãe, foi condenado a 10 anos de prisão.

Alan Kusz, de 43 anos, agrediu uma menina de 14 meses em Kilwinning, na Escócia, em abril de 2018.

No julgamento de Kusz, foi mostrado que o pedófilo tentou culpar a mãe da vítima, um dos médicos que teve que tratar a vítima explicou que os ferimentos que ela sofreu foram horríveis.

Kusz, que conhecia muito bem a mãe da vítima, explicou que havia encontrado a menina a chorar de dor quando quis visitá-la.

Mas no mês passado, o tribunal decidiu que Kusz era culpado dos atos de que foi acusado e após exames psicológicos, o homem foi declarado apto para cumprir a sua sentença.

Lord Armstrong J. explicou que Kusz não sentia empatia pela sua vítima e que a sua determinação de negar os crimes de que era acusado mostrava que o homem não sentia remorsos.

Segundo o juiz, está claro que o homem apresenta um risco muito alto de reincidência e, portanto, a sua sentença de 10 anos de prisão permitirá um acompanhamento muito preciso da sua evolução nos próximos anos.

No julgamento, os especialistas disseram que a vítima teve que passar por uma cirurgia reconstrutiva, dadas as lesões causadas pela agressão sexual. 

Apesar da tenra idade da vítima no momento do assalto, existe a preocupação de que a vítima possa estar traumatizada por esse pesadelo, e que os ferimentos sofridos possam ter repercussões no futuro.

Vamos esperar que a vítima consiga se recuperar completamente desta agressão e, acima de tudo, vamos esperar que Kusz sirva toda a sua sentença.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye