Um policia de 48 anos é condenado à prisão depois de violar um bebé enquanto se filmava a si mesmo.

O homem foi preso pelos seus próprios colegas.

Partilhar no Facebook
671 671 Partilhas

Um policia de 48 anos foi condenado a 16 anos de prisão após ser considerado culpado de violar um bebé. O homem foi preso pelos seus próprios colegas.

O condenado chamado Dean Roberts tinha-se filmado a atacar a criança indefesa e depois enviou o vídeo a outros pedófilos através de um aplicativo.

O ex-agente que trabalhava para o Serviço de Polícia do Sul de Gales foi preso após a prisão de outro pedófilo. Os investigadores então traçaram cúmplices do pedófilo e foi assim que descobriram o envolvimento de Dean Roberts.

Quando o caso de Roberts foi apresentado ao tribunal, foi revelado que Roberts e o outro pedófilo planejavam agredir outras vítimas enquanto partilhavam um arquivo das agressões que iam cometendo.

Roberts decidiu declarar-se culpado dos atos de violação, agressão sexual de uma criança, posse e distribuição de pornografia infantil.

A mãe da vítima de Roberts falou ao juiz: "Nunca esquecerei aquele momento em que bati à porta e todo o meu mundo desmoronou de repente, atingido por um autocarro, sempre teremos que viver com as consequências ".

O juiz sentenciou Roberts a 16 anos de prisão e disse que se assegurou de que o pedófilo passaria pelo menos 12 anos atrás das grades: "A vítima era particularmente vulnerável, dada a sua idade muito jovem. e à luz das imagens filmadas do crime, ela estava acordada no momento da agressão e, obviamente, ficou muito perturbada com os gestos cometidos sobre ela. "

O cúmplice de Roberts, cuja detenção levou à prisão do ex-policia John Guess, foi condenado a 26 anos de prisão.

Este último, que tem 43 anos, ganhava a vida como advogado bem conhecido. O homem atraia jovens para tirar fotos, e partilhava os seus "troféus" com outros pedófilos.

Uma das rovas mostrou-o a agredir duas meninas dormindo.

No entanto, outras evidências mostraram que o homem se divertia a tirar fotos debaixo de saias dde meninas ou quando elas se mudavam na piscina pública ou na praia.

John Guesse teve que responder a uma série de mais de trinta acusações de natureza sexual.

Ele terá que passar 20 anos atrás das grades antes de tentar obter a sua liberdade condicional.

Partilhar no Facebook
671 671 Partilhas

Fonte: Dailymail · Crédito foto: Courtoisie