Notícias : Uma jovem 16 anos foi encontrada decapitada com a cabeça pulverizada com ácido depois de ser abusada
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Uma jovem 16 anos foi encontrada decapitada com a cabeça pulverizada com ácido depois de ser abusada

Uma história terrível.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
710 710 Partilhas

Este é foi evento atroz que ocorreu na Índia há pouco tempo, uma menina de 16 anos foi encontrada decapitada com a cabeça pulverizada com ácido depois de ser violada. Uma investigação está em andamento, mas a polícia suspeita que tenha sido o pai a cometer esse crime horrível.

É o site de notícias e entretenimento britânico, Daily Mail, que relata esta notícia arrepiante e completamente terrível. De fato, é quase como um filme de terror de Hollywood onde o assassino esmaga as suas vítimas, exceto que foi real. 

De fato, o Daily Mail explica que as autoridades indianas estão a investigar o caso. Eles descobriram que a jovem havia sido mandada viver com um homem mais velho durante algum tempo em dezembro, depois ela voltou para casa no final do mês e foi quando aconteceu o terrível drama. 

A família insiste que a encontraram dessa maneira e que eles não sabem quem poderia ter feito isso. Uma versão que não convence realmente.

Assim, a hipótese favorecida pela polícia é que teria sido o pai depois de ser desonrado pela idéia de que a sua filha poderia ter tido relações sexuais com um homem e decidiu matá-la diz o Daily Mail. O mínimo que podemos dizer é que não foi de mão morta. 

De fato, estamos a falar de uma jovem que foi decapitada e cuja cabeça foi pulverizada com ácido. O seu peito foi cortado enquanto o resto do seu corpo ficou num estado muito mau.

Este crime selvagem moveu profundamente a população indiana que não hesitou em sair às ruas para expressar a sua insatisfação com a situação das mulheres no país. 

De fato, este tipo de história é infelizmente comum na Índia e a população está ficar cansada disso.

Partilhar no Facebook
710 710 Partilhas

Fonte: Ayoye
Crêdito foto: Ayoye

Goste/partilhe